top of page

Dicas de pilotagem no OFF-Road com moto ON-Road

Atualizado: 12 de abr. de 2022

Compartilho com vocês, algumas dicas para pilotagem segura no OFF-Road (estradões) com motos ON-Road. Essas dicas são da minha experiência na época que eu praticava trilhas e estradões e que utilizo ainda hoje e geram bons resultados.


As motos ON-Road, não possuem pneus adequados para o uso em estradas com piso de baixa aderência, então fiz uma lista para ajudar na condução nessas situações.


  • Uma dica de segurança, seria reduzir as pressões dos pneus entre 5 e 8 libras, com isso a área de contato do pneu com o solo aumenta, proporcionando maior aderência. Não esqueça de voltar a calibragem correta após o uso no OFF-Road.

  • Se a moto possui opção para desligar o ABS, desligue.

  • Se a moto possui controle de tração, deixe o mesmo ativado na função mais ativa possível.

  • Algumas motos possuem modos de pilotagem, se for o caso da sua, escolha a função mais suave (mansa).

  • Durante a pilotagem em estradões, o uso do freio dianteiro deve ser evitado sempre que for possível e quando for necessário utilizar, o faça de forma gradual e suave, NÃO utilize nas curvas.

  • Mantenha uma distância mínima de pelo menos 4~6 segundos do veículo a sua frente, é comum esse levantar muita poeira e dificultar a visibilidade.

  • Nas curvas não incline de forma demasiada a moto.

  • Ao retomar a aceleração, faça de forma suave, assim evitando o destracionamento da roda traseira (se a moto não possuir controle de tração).

  • É muito comum em estradas de terra haver trechos com cascalho, terra solta, vala de passagem de água e até pedras maiores, então utilize velocidades baixas (máx 40km/h) para evitar reduções bruscas com chances de derrapagens.

  • Nas descidas abuse do freio motor, use os freios com cautela e suavidade, dê preferência para o freio traseiro deixando o dianteiro para casos extremamente necessários, será comum perceber o ABS atuando (nas motos que não tem opção de desligar), se isso acontecer, solte o freio e volte a frear com mais suavidade.

  • Em relação as placas de sinalização, estas podem estar tampadas pela vegetação ou simplesmente nem existir, portanto cautela, principalmente com os "quebra-molas".

  • Alguns estradões, fazem parte de acesso para mineradoras, hidrelétricas, fazendas produtoras de laticínios, gado, plantações de eucalipto, etc.... Portanto cuidado com o trânsito de veículos pesados.

  • Se tiver que atravessar algum riacho, faça-o primeiramente a pé, para verificar possíveis armadilhas que possam existir; EX: troncos de árvores, pedras, buracos e a profundidade do local.

  • Outro ponto de atenção nos estradões, são os "mata-burros", eles possuem diversos tipos de construção, podem ser de alvenaria, madeira ou metal, para esses obstáculos, eu particularmente nunca vi uma placa informando da existência logo mais a frente. E como devemos passar de moto neles? Sempre atravesse em baixa velocidade. Observar algo que possa está bloqueando a passagem, igual um galho ou animais, evitando assim parar sobre ele. Se for o modelo em que a sua construção foi feita transversal a via, basta apenas reduzir a velocidade, e atravessar em linha reta e com tranquilidade.


  • Existe outro modelo que devemos atentar, o que possui o meio vazado, nesse caso tem que ter atenção para não errar e acabar caindo no vão aberto.


  • Não posso deixar de falar também no modelo de construção mais perigoso de "mata-burro", o modelo de construção no mesmo sentido da via (longitudinal), nesses modelos devemos atravessar com a moto no sentido diagonal da via, dessa forma evitamos a queda das rodas entre a sua estrutura, o que levaria a danos mecânicos consideráveis e possíveis ferimentos.

Alguns poucos "mata-burros" possui ao seu lado uma porteira, para passagem de gado, essa porteira pode também ser utilizada para passagem de veículos caso haja algo impedindo transpor o mesmo.

  • Se a sua rota por estradões for uma rota onde ficará distante de cidades, um conselho seria utilizar um navegador GPS tradicional, os mesmos utilizados em automóveis, confiar em navegador de smartphone não é uma boa opção, visto que em alguns modelos, caso fique sem cobertura de sinal de celular o mesmo pode parar de funcionar, isso já aconteceu comigo :-( .

  • Se durante a pilotagem não tiver como evitar uma queda, não tente segurar a moto, deixe-a cair. Muitas pessoas preocupadas com os danos na moto tentam segurar e acabam por se machucar seriamente, e em estradas de terra, muitas vezes estaremos sem a cobertura de sinal de celular, dificultando o socorro da pessoa.



Espero ter contribuído um pouco com a minha experiência em pilotagem no OFF-Road.

75 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 Comment


Ronaldo Veiga
Ronaldo Veiga
Apr 11, 2022

Boas dicas! Devido à poeira e a falta de equipamentos para esse tipo de tercho, eu sugeriria dar um espaçamento ainda maior entre os pilotos do comboi. 40 ou 60 segundos deixam a poeira baixar consideravelmente.

Like
bottom of page